quarta-feira, 23 de março de 2011

Eu chorei muito por tua causa. Eu ri muito por tua causa. Eu acreditei no amor por tua causa. E hoje eu me pergunto “como eu fui gostar desse idiota?”

Nenhum comentário:

Postar um comentário