quinta-feira, 3 de março de 2011

Eu posso brigar, xinga-la, dizer que não a amo, que quero fugir de casa e que ela é chata. Mas a verdade que eu não me imagino sem a minha mãe, como eu vou sobreviver quando ela partir?

Eu posso brigar, xinga-la, dizer que não a amo, que quero fugir de casa e que ela é chata. Mas a verdade que eu não me imagino sem a minha mãe, como eu vou sobreviver quando ela partir?

Nenhum comentário:

Postar um comentário